massa com salmão e alcaparras


PROTEGER A PROXIMA GERAÇÃO
Ao ver a notícia de que uma das últimas decisões da Organização Mundial de Saúde é envidar todos os esforços na redução até 2025 da mortalidade prematura por doenças não transmissíveis, tais como as doenças cardiovasculares, o cancro, a diabetes e as doenças cronicas do foro respiratório, fiquei a pensar como seria isso refletido na educação daqueles que serão a geração jovem adulta daqui a 13 anos. Aqueles que estão agora nos seus 15 anos e no auge da desinibição, da irreverência, da contestação... Mas estão também ainda debaixo da asa dos pais, e das escolas, e ainda muita coisa pode ser feita, sobretudo se nada foi feito anteriormente.
Os fatores de risco estão claramente identificados e fazem parte do senso comum: tabaco e consumo de álcool, dieta não saudável e sedentarismo, são as principais causas destas doenças ditas modernas. Também se sabe que estes perigos estão intimamente relacionados com os exemplos à nossa volta (particularmente a família e os mais próximos física e emocionalmente) e com o ambiente social geral em que se está inserido.
Como já vem sendo habito, vou debruçar-me mais afincadamente sobre o ponto que se refere à alimentação e à transmissão de bons hábitos alimentares, pois está indicado como um dos principais alvos a atingir. Não só porque uma alimentação saudável contribui para a redução de ocorrência de qualquer uma destas doenças, mas também, porque, segundo consta – em alguns países a obesidade duplicou, ou mesmo triplicou, nos últimos 10 anos. Que susto! É uma epidemia, dizem alguns...
Voltando ligeiramente atrás, ao exemplo que transmitimos às gerações mais novas, temos que nos lembrar de que os olhos deles estão postos em nós, mesmo que discretamente, e que, nestas idades, tudo o que passa pelos seus pratos ainda é facultado / selecionado por nós (na maior parte das refeições, digamos assim). Assim, se dentro da nossa casa houver uma boa triagem alimentar com predomínio dos alimentos naturais sobre os industrializados, moderação no consumo de sal, açúcar e gorduras, variedade e qualidade dos alimentos apresentados, incluindo boas doses de vegetais, frutas e cereais integrais, ou criando as combinações e proporções adequadas ao dispêndio calórico de cada um, podemos dizer que as sementes estarão lançadas para a construção de uma geração mais saudável, mais consciente e mais robusta.
Não esquecer também da segunda recomendação tão importante a juntar a esta: atividade física e combate ao sedentarismo.
E aqui fica uma massa de verão que pode ensinar os miúdos a fazer:


Massa com salmão e alcaparras

Coza massa previamente e reserve.
Na hora de servir adicione os restantes ingredientes: azeitonas picadas, alcaparras escorridas, salmão grelhado e desfiado, tomate cereja cortado em metades.
Tempere com uma boa dose de sumo de limão, pimenta  e um fio de azeite. Sirva à temperatura ambiente com salada de alface e pepino.
Pode também usar salmão fumado cortado em pedacinhos, dispensando assim o gelhador.



ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL TRIBUNA DE MACAU, a 1 de junho de 2012

Comentários

Mensagens populares