peixe a vapor

Uma das coisas caracteristicas de Macau de que tinha mais saudades era dos mercados com o seu peixe vivo e legumes frescos...
Apesar de parecer repugnante para os mais sensíveis, depois de vivermos este ritual de escolher o peixe fresco, acabado de chegar e ainda a saltar, nada mais saberá da mesma forma. Não me vou alongar nas descrições pois quem não come peixe por questões éticas não deve gostar nada deste cenário, mas é uma realidade para quem vive em Macau, e se forem apreciadores de peixe, vão gostar do resultado com certeza…

O peixe é uma das coisas que mais cozinho em casa, pois faço questão de manter 3 a 4 refeições por semana seja de peixe, camarão, polvo ou lulas, atum, bacalhau, etc.
Faço-o para que mais tarde não venha a ter daqueles filhos adultos que só comem bife com batatas fritas, o que me arrepia as vértebras todas da espinha... vamos ver se resulta!!!

A receita que hoje vos sugiro, eu só confecciono quando compro o peixe para preparar algumas horas depois, nunca uso peixe congelado, pois seguindo os costumes chineses, os alimentos compram-se no dia em que se consomem.
Portanto, tudo começa com uma ida ao mercado, pelas 4 ou 5 horas da tarde, tudo fresco em cima da banca e lá vou eu dar a volta toda ao mercado a ver o que mais me agrada.
Hoje encontrei um belo peixe, do tamanho certo para a família (confesso que não sei o nome, defeito inadmissível, mas nunca consegui saber o nome dos peixes todos, apenas os reconheço e só sei dar nomes áqueles que tem qualquer caracteristica especial)...
Depois faltava o cebolinho fresco e os coentros, e lá fui ao primeiro andar, aos vegetais. Comprei umas batatas e um nabo que me faltavam na despensa e recebi de oferta o cebolinho que precisava e ainda 6 malaguetas (nada mau).

E vim a correr para casa...
Depois de lavar o peixe e dar dois golpes semi-profundos, é só colocar numa grelha e panela de cozer a vapor, com os 4 ramos de cebolinho cortados miudamente, rodelas de gengibre e os coentros inteiros. Temperar com molho de soja (já não precisa de sal), tapar e deixar cozer. Quando estiver cozido regar com fio de azeite e aproveitar para se deliciar com o aroma.

Acompanho sempre com arroz branco cozido à chinesa (sem temperos nem refogados), porque o sabor que mais gosto é do molho do peixe misturado no arroz. E legumes, de preferência aquelas couves (pencas) chinesas de caule branco, escaldadas e depois fritas em azeite e alho.

 

Comentários

Mensagens populares