cogumelos recheados com farinheira I

Uma entrada simples para ocasiões especiais e convidados especiais.
Convêm dar atenção a dois aspectos: a qualidade da farinheira (de produção biológica ou caseira e de boa qualidade) e os cogumelos (frescos e de tamanho médio).

COGUMELOS RECHEADOS COM FARINHEIRA
Lave os cogumelos e seque-os bem, depois de retirar o pé com cuidado para não se desmancharem.
Faça uma pasta com farinheira, cebola picada e salsa. Tempere com pimenta preta.
Recheie os cogumelos com a pasta, regue com um pouco de azeite e leve ao forno.

--------------------

ESTE POST FOI PUBLICADO EM 21/03/2010
E ACTUALIZADO EM 26/2/2012
E ESTE ARTIGO FOI PUBLICADO NO JORNAL TRIBUNA DE MACAU, a 10 de dezembro de 2010


FUNGOS MISTERIOSOS

Fungos, ou vulgarmente, cogumelos. Aqueles ingredientes fantásticos que por vezes se associam a estados mentais diferenciados (alucinógenos) ou a historias acerca da sua toxicidade, que em última instância pode ser mortal (falamos de algumas espécies de cogumelos silvestres, perigosas para o consumo humano).
Mas, quando penso em cogumelos, relaciono-os sempre duas ideias opostas: a versatilidade de pratos que posso fazer com eles, o seu lado positivo, e a energia vital dos mesmos que é negativa, e por isso devem ser comedidamente consumidos, ou até mesmo evitados, no caso desejar uma maior clarividência mental.
Os cogumelos não são vegetais, ou melhor, podem chamar-se vegetais desprovidos de clorofila, pertencendo a uma classe própria – os fungos. Daí o seu consumo estar associado, não apenas ao valor nutricional, mas também às suas qualidades medicinais (especialmente na medicina oriental).
Embora desprovidos de energia vital positiva, eles são um alimento formado por 90 a 95% de água, mas ricos em proteínas (considera-se que são a melhor fonte de proteína vegetal depois da soja), sais minerais (excelentes em potássio, por isso aconselháveis a hipertensos), vitaminas do grupo B e fibras. São-lhe ainda reconhecidas propriedades afrodisíacas, no combate ao colesterol, como estimulante do sistema imunológico e ainda como inibidor do crescimento de tumores.
O seu valor terapêutico está também associado à longevidade (diz-se que é devido ao seu consumo frequente entre os japoneses que a expectativa de vida no Japão é uma das maiores no mundo, será?), sendo até uma das suas variedades – o shiitake – intitulado de «elixir da vida».
Na verdade, eles são um alimento bastante versátil na cozinha, prestando-se a muitas experiências e combinações. Por exemplo, cá em casa são habitualmente utilizados em substituição da carne, quer em recheios de tartes e quiches, a acompanhar massas, em combinações de arroz ou em risotos aromáticos.
Para hoje seleccionei uma receita que fica muito bem como entrada, associando os cogumelos a um recheio de farinheira muito simples e rápido de preparar. Surpreenda! 

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares