bacalhau relvado

Por incrível que pareça, nunca postei uma receita de bacalhau, o que pode induzir nos meus queridos amigos a ideia de que não gostamos de bacalhau... o que é errado, pois é um dos pratos preferidos cá de casa. Com a excepção de um certo rapazinho que não gosta do tradicional bacalhau da noite de Natal - cozido com todos...
Aqui fica uma receita de bacalhau muito fácil de fazer e que, talvez por esse motivo, tenha sido o rei dos jantares deste verão -  fiz 3 vezes! ... para convidados diferentes claro!

BACALHAU RELVADO
Coza duas postas de bacalhau em leite e reserve o liquido para mais tarde. Desfaça o bacalhau em lascas.
Faça um refogado com azeite, 3 cebolas picadas e 3 dentes de alho, folha de louro e uma malagueta seca (opcional).
Junte as lascas de bacalhau e envolva. Rectifique os temperos e deite num tabuleiro de ir ao forno.
Arranje um molho de espinafres frescos e lave bem, escorra a água e deite numa panela anti-aderente, tape e deixe cozer no seu próprio vapor e liquidos. Deixe arrefecer e pique-os.
Faça um segundo refogado com 5 dentes de alho e uma dose generosa de azeite, junte os espinafres picados e refogue.
Deite numa taça 2 colheres de sopa de farinha bem cheias e misture com leite até obter um liquido expesso.
Junte aos espinafres, mexa rapidamente e vá acrescentando leite até obter a consistência de um molho bechamel. Tempere de sal, pimenta, noz moscada e verta sobre o preparado de bacalhau.
Polvilhe com queijo ralado e leve ao forno a gratinar.


Pode acompanhar com uma bela salada de tomate (como na imagem), ou com batatinhas assadas a murro:
Coza batatinhas novas com casca, espalme-as com o punho e deite num tabuleiro. Regue com uma mistura de alhos fervidos em azeite e sal grosso e leve ao forno a assar.


CRIANÇAS NA COZINHA:
Podem ajudar a desfiar o bacalhau, a picar os espinafres (com tesoura de cozinha), e a espalmar as batatas com o punho (eles adoram esta parte!).


E ESTE POST SERVIU DE BASE PARA O ARTIGO PUBLICADO 
NO JORNAL TRIBUNA DE MACAU, a 9 de setembro de 2011

Bom regresso e um bacalhau
Caríssimos leitores,
Estou de regresso a esta minha segunda terra, mas não terra de segunda, porque apesar de não ter sido ela a ver-me nascer, foi nela que passei metade da minha vida. Apesar de saber sempre bem voltar a casa, as saudades também ficaram por lá, por terras lusas, onde o céu é sempre mais azul, o mar mais salgado e a comida mais apetitosa.
Saudades, principalmente das coisas caseiras e que estão carregadas de carinho dos amigos ou dos familiares – o mel colhido nas colmeias dos tios, as compotas de pera rocha e as curgetes no tacho de uma tia, os irrestiveis doces de morango e tomate, especialidade da mãe, as sardinhas e os grelhados assados pelo pai, os ovos caseiros, ou até mesmo os tremoços e amendoins daquela vendedora da praia. Enfim... tentações.
Ora, como as coisas boas foram feitas para ser partilhadas, aqui fica uma das receitas que mais sucesso teve com os meus convidados neste verão. Um bacalhau simples de preparar e bem apetitoso. (...)

Comentários

Mensagens populares