desintoxicar - parte I


ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL TRIBUNA DE MACAU, a 13 de janeiro de 2012

A forma como vivemos e nos alimentamos provoca uma serie de aglomerados tóxicos no nosso organismo que nos tornam frágeis às adversidades externas e internas. Daí que seja importante termos cuidados diários para manter o nosso corpo em equilíbrio e a funcionar na sua plenitude - DESINTOXICADO.
Já aqui falei repetidamente dos cuidados com a alimentação e da importância da prática de exercício físico, mas hoje vou tocar dois outros temas igualmente vitais para a saúde e bem-estar: a hidratação e a importância de uma respiração adequada.
- Beber água. Dizem as pesquisas que a maior parte das vezes confundimos sede com fome. Por isso, sempre que sentir aquele ratinho ou a palavra «comida» lhe vier à cabeça, comece por beber. A água é a nossa matéria essencial, dois terços do nosso corpo é água. A água ajuda a regular a temperatura corporal e no transporte de nutrientes e resíduos entre os diferentes órgãos, purificando e desintoxicando o organismo através das excreções.
Assim, devemos preocupar-nos em hidratar o organismo e prepará-lo para uma boa digestão, bebendo água regularmente, em especial antes das refeições. E se o aspecto incolor, inodoro e insípido o fizer torcer o nariz, junte umas gotas de limão ou mel e converta o copo de água em chá.
- Respirar profundamente. A maior parte de nós passa as 24h do dia a respirar de forma inconsciente, o que quer dizer que o fazemos apenas para nos mantermos vivos. Se 70% dos produtos de desperdício do nosso corpo são eliminados pelos pulmões (os outros 30% pela pele, urina e excreções, através da água), ao diminuir a eficácia da respiração reduzimos a quantidade de oxigénio nas nossas células e órgãos o que provoca uma diminuição da eliminação de produtos tóxicos e do seu transporte para rins e pulmões. Ao mesmo tempo o sistema linfático, responsável pelo combate a vírus e bactérias, fica debilitado e o processo digestivo perturbado.
Para contrariar este hábito instalado devemos praticar diariamente, no mínimo, 10 respirações lentas e profundas – sentindo o movimento do abdómen. Nos primeiros 10 minutos da manhã, sentado calmamente em atitude meditativa ou nos preciosos minutos em que estamos a lavar a loiça, a passear o cão ou a ver televisão.
Ora, a minha sugestão de hoje é simples mas com dupla função: os seus ingredientes desintoxicam e aliviam estados gripais típicos da época. Garanto-vos que é o remédio cá de casa...


Chá de limão com gengibre e mel
Ponha a água em ebulição, junte uma casca de limão e 3 rodelas de gengibre fresco descascado, 
espere 30 segundos e desligue. Sirva e junte 1 colher de chá de mel.
Aproveite para aspirar também profundamente os aromas deste chá…


Comentários

Mensagens populares