tortilha e comida rápida

ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL TRIBUNA DE MACAU, a 4 de novembro de 2011

COMIDA RÁPIDA
Comida não é prémio nem castigo, por isso sempre que vejo comportamentos efusivos relativamente aquela casa de comida com a 13ª letra do alfabeto, fico de pele arrepiada. E infelizmente vejo-o mais frequentemente do que desejaria.
O fenómeno do Ronaldo e afins, chega a provocar alguma crispação celular, pois revela a maior hipocrisia da nossa sociedade: criámos, desenvolvemos, e (ainda por cima) fomentamos, aquilo que comprovadamente leva à maior corrupção da saúde e do bem-estar dos dias de hoje – o fast food.
Chamam-lhe fast food porque se come rapidamente, sem perder segundos preciosos desta nossa vida agitada. Mas é fast também porque nos aproxima rapidamente do fim da linha.
Se duvida das minhas palavras, veja o filme – SUPER SIZE ME, em que o protagonista demonstra o que acontece ao nosso corpo, de forma rápida e exponencial, quando nos alimentamos desta matéria plástica de consumo rápido. E, quando digo matéria plástica, quero dize-lo de forma literal mesmo.
Conheço também outra experiencia em se tentou «conservar», tanto os alimentos que estão na origem destes produtos, como os que nos são servidos nestes «restaurantes/ espaços berrantes e coloridos»… Ou seja, de um lado batata frita a sério; do outro lado batata frita proveniente do dito local. Por incrível que pareça a batata real apodreceu, seguindo o seu processo natural, e as outras «emplastificaram», ou seja, transformaram-se numa matéria borrachona sem ponta de deterioração natural. Estranho, não?
Portanto, na próxima vez que tiver a tentação de compensar os pequenos, por uma boa conduta ou ocasião festiva, escolhendo este lugar de perdição nutricional, pense duas vezes…
É que eu não fico chocada que se entre neste antro de gordura e bebidas borbulhantes… às vezes tem mesmo que ser… e até, como já aqui referi, proibir é o pior caminho para a formação de hábitos saudáveis. Mas, se tiver que ser, que você já não se lembre sequer da última vez que lá esteve, e que, sobretudo, não faça da ocasião uma festa; mantenha um ar sisudo e enfadado que transmita claramente a ideia: desculpem meus queridos, mas hoje temos que comer esta porcaria...
Se quiser mesmo uma comida rápida, rapidamente, experimente preparar uma tortilha:

 TORTILHA DE VEGETAIS E LINGUIÇA
Use: ½ cebola picada, 2 colheres de sopa de azeite, 1 linguiça mini às rodelas, 1 ramo de brócolos, 1 batata e 1 cenoura cozida picadas grosseiramente, 3 ovos, 1 dl de leite, sal, pimenta, noz-moscada, ervas aromáticas a gosto.
Refogue a cebola, junte a linguiça e de seguida os legumes. Refogue ligeiramente. Bata os ovos com o leite e os temperos, verta por cima dos legumes. Deixe alourar a base e leve a frigideira ao forno para cozer a superfície.

P.S. nesta receita usei batatas e cenouras estufadas, que tinham sobrado de outra refeição e o sabor ficou diferente (para melhor).

Comentários

Mensagens populares